segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Pelos vistos houve um encontro de escritores barcelenses na biblioteca municipal de barcelos, não sei quem foram os pseudo intelectuais que organizaram este encontro... O que é certo é que não fui convidado, apesar dos meus 50 anos dedicados a esta cidade que me viu crescer. Eu sei que santos da casa não fazem milagres, mas despir um santo para vestir outro é de uma falta de senso de bradar os Céus.
Assino: Quito Arantes Escritor barcelense
Foto: # 33688FA

domingo, 18 de dezembro de 2016










Licores do Laboreiro são um marco na evolução sem preconceitos do teor artesanal. Não se fica por aqui, e agora num conceito mais abrangente com Sabores na Nossa Terra, apresenta produtos 100% biológicos de terra fértil, onde só o estrume de cabra e galinhas cabe. Pode encontrar-me em Perelhal, Barcelos, paralelo à estrada nacional. A terra dá alimento todo o ano é só uma questão de sementeira e colheita tradicional.
Descansem os apreciadores dos Licores do Laboreiro que eles não vieram para ficar pelo caminho. E como se costuma dizer: - O que é Nacional é Bom!!!

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

ONU uma Ova!!!

O Presidente da República e Primeiro ministro e sua comitiva, devia era estar em Vila Nova de Foz Côa para resolver a triste realidade da familia que não tem condições condignas de viver, em vez de ir para Nova Yorque gastar dinheiro dos contribuintes. Ah!!! Porque o dinheiro que eles vão gastar aos contribuintes dava muito bem para resolver o problema dessa familia e de muitas mais em Portugal. Caiam na realidade politicos perversos....

sábado, 10 de dezembro de 2016

"Nas tuas agrestes montanhas e cristalinas águas, respirei e bebi um tempo sem fim.
Guardo em ti o poder da natureza na sua forma mais singular. Agradeço-te os anos vividos em tua comunhão, e como se de nada me separasse do teu ser, fica-me a memória de um dia a ti regressar."
Quito Arantes Escritor
Foto: # 33688FA
Temos que construir casas lacustres para evitar os ratos de esgoto que assolam-nos a cada momento. Temos gente a querer subir na carreira profissional à custa da desgraça dos outros. Temos entidades oficiais que preferem a mentira para que a lei se cumpra. Temos diretores (as) de delegações que se escondem atrás de gabinetes e não são capaz de dar a cara em assuntos pertinentes.
Vejam como estas coisas estão: - É preciso marcar uma audiência para falar com um diretor(a) de um organismo do Estado.
Apetecia-me "soltar os cães" para acabar com esta burocracia, mas não o faço porque sei que vou ser lesado e até estes ratos do esgoto são capazes de me porem a pedir se a verdade prevalecer.
País de corruptos...
Foto: # 33688FA

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016


O mundo dos debates quinzenais da Assembleia da República, são um autêntico circo, de um lado a oposição a mostrar ao primeiro-ministro que não é este o caminho que Portugal deve levar, e por outro lado, as feras apoiantes do governo sedentas de sangue, querendo mostrar de forma mágica que tudo que o anterior governo fez foi contra o Estado Social. Eu pergunto: - Alguma vez em Portugal houve Estado Social? Por mais que o partido comunista e o partido socialista queiram afirmar que sim, mentem com todos os dentes, e isso é muito mau para quem está a ouvir e que acompanhou os 42 anos de democracia.

Se Cavaco Silva era um palhaço, segundo Sousa Tavares, estes senhores que estão no parlamento são uns autênticos bobos da Corte de Costa do Castelo. E mais não me apetece dizer que me cria azia.
Q.A.

Daughter - "Still"


Às vezes fico a pensar que posso ser o próximo a cair na sarjeta... Sim posso mesmo ser o próximo, porque o amanhã é sempre uma incerteza, neste país virado aos... cifrões. Deixo-me cair na minha insignificância, e vejo abutres rasgando carne já podre ficada. Eu devo ter uma história que deve interessar a alguém? Ou talvez não. Serei mais um dos comuns mortais que a sociedade nada dá por eles, e que podiam muito bem, mudar o curso de muitas histórias e sofrimentos desnecessários.
Q.A.  foto # 33688FA

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Anda meio mundo a ajudar e meio mundo a foder o parceiro. Não entendo a frieza e a falta de humidade com que certas pessoas se apresentam a outras. Arrogantes, donas de meio mundo, mas vão morrer como os outros ou ainda pior, "Deus escreve direito por linha tortas".
Começo a pensar que ninguém se importa com o ser desconhecido, são seres humanos, não podem ser ignorados...
Foda-se isto está mesmo a saque, não tem por onde se lhe pegue.
Socilaistas de gaveta, comunistas burgueses, bloquista ironizados, sociais democratas de compadrios, centristas idem. Uma gamela onde todos estes partidos comem, oferecidos os jantares pelos contribuintes, e não. Não existe o minimo de respeito pelo mais humilde. Estamos entregue a uma cambada de snobes.
Q.A.

domingo, 4 de dezembro de 2016

Só para esclarecer os meus amigos...
Eu não sou de esquerda, até porque escrevo e faço tudo com a mão direita, ou quase tudo. Só fico espantado com individuos que se mexerem no seu partido caí o Carmo e a Trindade. Meu Deus, não se pode falar mal do PCP ou do BE, é pecado! No tempo que corria sangue, bombas e assaltos políticos eu até achava engraçado ser de esquerda, mas nos tempos que correm, e com o país como está, dá-me dó ver gente a passar mal. Não vai ser a esquerda q
ue vai dar futuro a Portugal, só nos vai enterrar ainda mais , como fez durante 42 anos.
Agora digam se sou eu que tenho que ser tratado ou essa treta de burgueses ditos de esquerda ,defensores do proletariado, que à noite vão para o bairro alto emborracharem-se. Estou farto da reenvidicação. Quero ser pago pelo meu trabalho, pelo pão que mereço, não pelo pão do meu vizinho.



Waiting for my real life to begin - Colin Hay


quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Este texto é para o Costa do Castelo

"Tu perguntas-me em que penso, e se penso é porque estou vivo, ou existo como dizia o filósofo. Agora, penso muitas coisas, e coisas que não posso expor em público, porque a minha experiência tem dito que a repressão socioeconómica está a cada passo que me exponho publicamente. Este governo quer calar-me pelas vias legais que no fundo não têm legitimidade democrática.
Enganem-se aqueles que pensam que a liberdade de expressão existe em pleno. É uma grande mentira. O Poder político arranja sempre formas para calar vozes contestatárias"
Q.A.
Temos um país entregue à incompetência, ao compadrio e a uma gentinha que se gosta de ver na passadeira vermelha, como se isso fosse glorificante, ou bom para a... o bem comum.
Temos grades na sociedade que 42 anos de democracia ainda não conseguiram destrui-las. Temos os pobres a pagar os erros dos ricos, e estes mesmos ricos a passarem impunes à nossa frente.
A ganância dos salários milionários é de tal forma evidente que os nossos políticos parlamentares, aqueles que ditam o nosso futuro, mesmo contra vontade do povo, destrocem a justiça social.
A justiça social não está em nenhum partido político, está na consciência do ser humano, no ser solidário, e que os tecnocratas corrompem as mentes, com promessas irrisórias.
Q.A.
Foto: # 33688FA