quinta-feira, 18 de junho de 2009

Casa do Menino Jesus em Pereira - Mirandela

A casa do Menino Jesus em Pereira - Mirandela, é uma obra notável das Irmãs Franciscanas, que se entregam de corpo e alma, às meninas carenciadas que por lá são acolhidas e educadas para uma vida com toda a dignidade que todas as crianças merecem. Crianças oriundas de famílias pobres, com fracos recursos económicos, têm nesta casa um amparo e educação escolar do primeiro ciclo básico, podendo depois seguir os estudos em Mirandela, sempre com o apoio das Irmãs, que conseguem mesmo que algumas cheguem ao ensino universitário.
De uma dedicação sem limites estas Irmãs em tempos passados passaram dificuldades de várias ordens em que eu próprio fui testemunha.
A irmã Nascimento nossa amiga de longa data é, desde há muito tempo a grande mentora desta casa, acolhendo todos os beneméritos e pessoas em geral com muito carinho e amor.
Não me esqueço e nunca esquecerei esta casa que muitas vezes me serviu de retiro espiritual para poder enfrentar as contrariedades da vida.

Aproveito para agradecer o acto generoso da empresa Gente Miúda de Barcelos pela doação de vestuário para as crianças da Casa do Menino Jesus.

O meu muito obrigado.

11 comentários:

lucia alves disse...

adoro esta casa e o optimo trabalho das irmas eu propria ja estive la, lugar maravilhozo de grande sabedoria. ja se passaram alguns anos desde entao mas ainda comsigo recordar o patio principal cheio de meninas abrincar e o cheiro da grande arvore de tilia a florir. lindos dias da minha adolescencia passados na casa do nenino jesus o meu muito obrigada por tudo o que sou oje tambem graças as irmas franciscanas com saudades
ass: lucia alves, mirandela

Anónimo disse...

Concordo. Tambem já estive lá por varias vezes.

Anónimo disse...

muitas la estivemos eu agradeço a irma nascimento y a irma jacinta oje ser quem sou,estudamos y nos ensinaram a ser mulheres de proveito na vida por isso e por muito mais muito obrigada


P.D.nao sei porque mas ese cheiro da arvore ,é uma coisa que sempre me lembro tardes inteiras ao cha.. ate tenho as lagrimas a flor de pele os domingos a noite ...a louça..bendita louça

Amândio Agostinho disse...

Admiro muito o trabalho das irmãs desta casa. Já estive lá varias vezes. Em criança, ia lá buscar as hósticas com a D. Amélia para a igreja dos Avidagos. Parabéns pelo trabalho.

Lia Mack disse...

Trabalho notavel da Irma Nascimento, Amor incondicional.. Ensinamentos e reordacoes para a vida. Alias... a minha segunda Familia. Nao e facil educar criancas provenientes de familias carenciadas ( a diversos niveis) e muitas com tantos problemas embora tao novinhas, mas a Irma Nascimento e a Casa do Menino Jesus esteve la para nos. Sim, como em qualquer familia, ha os momentos menos bons tambem, mas as boas recordacoes superam esses momentos. Esteja onde estiver, da minha parte nao me cansarei de elogiar este trabalho! O meu MUITO OBRIGADA a Irma Nascimento .. a Casa do Menino Jesus !

Anónimo disse...

Escrevi ontem um comentário e ainda não foi publicado! É triste e é de lamentar, que só publiquem os louvores. As coisas menos boas, essas não podem ser denunciadas. Cobardia, é só o que lhe posso chamar! Mas ajustar contas com DEUS, essa irmã Sacrário não se vai livrar, Ele sabe aquilo que ela fez, como foi má e injusta! Deus não dorme! A todas as outras Bem hajam por me darem abrigo e muito pouca comida, pelo menos não morri!

Quito Arantes disse...

Se o comentário lhe descansa a alma, aqui fica o seu comentário, mas não se esqueça de uma coisa, eu frequentei esta casa durante trinta anos, em épocas que as próprias irmãs tiravam das suas bocas para dar às crianças.
Se tem algo mal resolvido, enfrente as pessoas em causa e fale de sua justiça...

Anónimo disse...

Meu amigo, não é a questão de estar mal ou bem resolvida! Não é verdade as sras freiras tirarem a comida da boca, para a darem às crianças!!! Elas comiam bem! Apesar de pequena, eu via passar as travessas com boa comida para as senhoras freiras, e nós, apenas nos restavam flocos de aveia feitos apenas com água, elas simplesmente não comiam disso, ISSo era para as pobrezinhas que não tinham onde cair mortas. Lamento meu senhor, mas isto foi uma realidade vivida na primeira pessoa, não se trata de situações mal resolvidas como o Exmº Sr lhe chamou, isto já para não falar de algumsa valentes sovas, ainda por cima sem motivo, e Deus sabe que é verdade, de que fui alvo por essa senhora sacrário. Mas como se costuma dizer,Ela vai ajustar contas com Deus, disso tenho eu a certeza!

Anónimo disse...

Só mais uma coisa, engraçado, o primeiro comentário não foi publicado, apenas o segundo, e porque eu insisti! Afinal quen tem coisas mal resolvidas ? De certo que não sou eu, eu apenas fui uma criança que nos seus tenros anos foi vitima de maus tratos!!!

Quito Arantes disse...

EM PRIMEIRO LUGAR A SENHORA VAI TER QUE SE IDENTIFICAR!!
Caso contrário eliminarei todos os seus comentários.
É um ato de cobardia esconder-se atrás de um anonimato.
Eu não tenho nada por resolver coma casa de menino jesus, aliás, durante trinta anos, dei muito para as meninas, vesti muitas meninas e doei muito do pouco que tenho.
Se se acha que foi vitima de maus tratos, denuncie... e deixe-se de contornar a situação. Mas pelos vistos parece ser mulher de pouca coragem, não passa de fazer insinuações caluniosas

liliana carneiro disse...

Boa tarde, a minha mãe teve um passado bastante triste e soube recentemente que andou nesta instituição. Alguém aqui que tenha lá andado em 1975 e tenha fotos os recordações?