terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Vilarinho da Furna - Agosto 1989











Vilarinho da Furna era um lugar da freguesia de Campo do Gerês, situada no conselho de Terras de Bouro, distrito de Braga. Actualmente está submersa na albufeira da Barragem de Vilarinho da Furna.
A construção da barragem obrigou a desalojar, em 1971, os habitantes da aldeia comunitária de Vilarinho da Furna.
Quando é esvaziada (para limpeza) ou desce o nível das águas, em períodos de seca, podem ver-se ainda as casas, os caminhos e os muros da antiga aldeia.
( Fotos de Quito Arantes e texto da Wikipédia)

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Varandas da cidade de Chaves
















sábado, 16 de janeiro de 2010

Vila de Vidago











Este edifício abandonado pelo tempo, talvez tenha sido um hotel termal de Vidago. A sua imponência dos tempos áureos do séc. XX, talvez dos anos quarenta, a sua recuperação só dignificava esta região termal.

Não tenho imagens do Palace Hotel Vidago, por este estar em restauro e não ser possível entrar para fotografar.




terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Pitões das Júnias

Aproveitei para fotografar esta placa de um texto de Miguel Torga, que está na aldeia, para ver como o escritor diz tudo sobre a aldeia e suas gentes.
Mosteiro beneditino de Pitões das Júnias

Vista do extremo da aldeia com o rio Cávado no horizonte


Habitante de Pitões tecendo um pouco de linho, aproveitando o sol do inverno para se aquecer. Dias gelados que esta gente, humilde e muito simpática, suportam quase todo o ano.



Vista da aldeia de Pitões das Júnias num dia solarengo




Nascente gelada em pleno centro da aldeia





segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Serra do Larouco no seu melhor

No alto desta serra nasce o rio Cávado, podendo ser vista da cidade de Montalegre.
O rio inteiramente português, encontra-se com o mar em Esposende.

Tanques e fontanários de aldeias de Montalegre

Esta fonte em Pitões das Júnias com um pequeno bebedouro para os animais, fica nas trazeiras do forno comunitário. Normalmente existe um pequeno cruzeiro junto.


Este tanque da aldeia de Gralhas, perto de Montalegre, tem uma particularidade; aqui nesta aldeia existe um rebanho de ovelhas comunitário, em que as ovelhas, apesar de terem água em muitos sítios para beberem, só bebem neste tanque. Esta água é potável.

domingo, 10 de janeiro de 2010

Fornos do Povo das terras frias











Estes fornos do Povo das terras frias, tanto de Gralhas, como Tourém, no concelho de Montalegre, despertou-me a curiosidade pelo seu tamanho. Fornos de grande porte que ainda hoje estão activos, principalmente em alturas comorativas como o almoço do dia dos Reis, onde toda a comunidade se junta para festejar, utilizando estes fornos para cozer o pão de centeio e outras iguarias da região.
No forno de Tourém está explicado, na foto da placa do dito forno, todo o ritual envolvente.
Encontrei gentes simpáticas, sempre dispostas a ajudar-me nas informações que lhes pedia.
É bom conhecer-mos o quanto rico e secular é, a cultura e costumes do nosso Povo.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Castro Laboreiro

A natureza tem destas coisas. A caminho do castelo de Castro Laboreiro, encontra-se esta majestosa formação granítica em forma de tartaruga.

Igreja de Vilar de Perdizes


É nesta Igreja que o carismático Padre Fontes diz as suas homilias aos fiéis.
Aldeia pacata do concelho de Montalegre, também muito conhecida pelo evento de medicina popular. Infelizmente não tive oportunidade de conhecer pessoalmente o Padre Fontes, mas espero um dia, numa próxima visita a esta terra o encontrar.