segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Arco Íris

A natureza tens destas coisas.
Andava eu a vaguear pela montanha, quando de um momento para o outro, o tempo tornou-se tempestuoso. Depois de um violento chuveiro, em pleno Outono, eis que surgem uns raios de sol, na encosta da montanha, deparando-me com este belissímo cenário.
Um Arco- Íris mostrou-me toda a sua beleza com um pano de fundo escuro como breu.
Penso que não vou ter outra oportunidade, a minha sorte foi andar com a maquina fotográfica para registar o momento único, que aqui quero partilhar convosco.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Ponte Celta

Por aqui passaram povos Celta Ibéricos anteriores há nacionalidade.
Esta ponte, em muito bom estado de conservação, situada em Portos de Cima, Castro Laboreiro, é um testemunho vivo de civilizações que reinaram por estas terras do norte de Portugal.
Arrisco-me a dizer que certos aldeãos da zona de Castro ainda devem ter uma costela Celta.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Carros de bois - Ermida - Serra Amarela

Estes tradicionais carros de bois, ainda em uso, pelos aldeãos da Ermida no alto da serra Amarela, repousam, para no dia seguinte da labuta do campo trazer o fruto do trabalho árduo em que as parelhas de bois são os parceiros do trabalho.
Aqui os tratores ainda não chegaram, talvez devido ao isolamento da serra.

domingo, 22 de novembro de 2009

Barcelos " Memórias"

Rua Direita

Mercado Munícipal


Estação dos caminhos de ferro

Campo 5 de Outubro




Ponte medieval


quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Plátagos

Cuidado
Apesar da beleza desta planta, pode ser traiçoeira devido ao veneno contido nas suas folhas, que em dozes maiores pode ser fatal. Usada muitas vezes em medicamentos naturais, o seu uso contra indicado pode provocar uma paragem cardiaca levando à morte. Encontra-se em várias regiões do país tendo uma beleza singular.

Frota do vinho do Porto


domingo, 15 de novembro de 2009

Natureza no coração do Minho

No parque da Peneda -Gerês bem no interior do Minho a natureza convive com as populações e a fauna no seu melhor explendor. É natural ver garranos pelos planautos e vales, sem que alguém se importune por isso. Zonas de uma beleza ímpar, que provoca uma empatia com os visitantes, que os faz voltar sempre que haja uma possibilidade. A branda da Bosgalinhas, povoação serrana, com uma elevação bem perto dos 1000 metros, os seus habitantes actualmente vivem do pastoreio, recolha de feno e um pouco de centeio, que a terra lhes vai dando. Gente boa e acolhedora, que vai resistindo através dos tempos às
intempéries do alto da serra. Qualquer lugar da Peneda- Gerês tem uma história para contar que se houve com atenção e admiração. Este talvez seja o parque natural que nos identifica, como uma das melhores reservas naturais da europa.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Pato bravo

Não, não é propriamente vida selvagem, apesar de ser um pato bravo. Podemos encontrar estes belos exemplares no centro da cidade de Barcelos.
Apesar da sua descrição, é sempre belo observá-los no seu lago preferido, no parque da cidade.
A cidade de Barcelos não é só blocos de cimento, é preciso também vontade de procurar estes recontros da natureza.
Não basta só criticar, também é necessário valorizar o que temos de bom.

domingo, 1 de novembro de 2009

Barcelos - Vista de poente - Zona antiga




Fão - Esposende







Sino da torre de Abade de Neiva

Quantas vezes já tu tocaste, sino de lembranças, sino de sinais de tragédias e boas festividades.
Perde-se no tempo as tuas badaladas fiéis aos requesitos dos paroquianos. A tua história está associada a esta terra que te viu nascer, perpectuando-se na alma desta gente.

Rio Neiva - Panque - Barcelos


Outrora zona de convívio da minha adolescência, onde me banhava nestas águas cristalinas do rio Neiva, encontrei há pouco tempo este lugar em Panque praticamente intacto ao longo de trinta anos. Senti uma certa nostalgia, no bom sentido da palavra, de bons momentos que aqui passei com os meus amigos, fugindo à pressão do stress da cidade.
É bom termos estes lugares aqui tão perto, onde a poluição não tem lugar.