terça-feira, 17 de maio de 2016

Não fales, não digas absolutamente nada. Houve! Houve quem te circunscrita, houve o tom, o timbre.
Depois compreeenderás que o amor está em ti e no que tu visit
as.
O amor está na tua compreensão do ser mais insignificante.
Não fales, não digas nada. E quando falares agradece a Deus por ainda andares por aqui.
 
Q. A.



Sem comentários:

Enviar um comentário