terça-feira, 7 de junho de 2016


Um dia temos o mundo na mão, noutro estamos perto de uma sarjeta, tudo pode ser inesperado. Agradeço a Deus nunca me ter abandonado, isto para os crentes, que para outros é só destino.
Não ficarei parado esperando que tudo venha ter comigo, lutarei sempre, andarei sempre, porque o caminhar é o que nos faz feliz...
Q. A.