segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

"Contos de Encantos"

No dia da concentração das vozes indignadas com a situação política e económica, toda a sala magna da universidade, que tinha sido requisitada para a reunião, era deveras pequena para tanta gente. Começaram a afluir ao espaço pessoas de todas as fachas etárias e estratos sociais. Vinham eufóricos, acreditavam que estava ali um novo rumo para a sociedade. O que parecia ser uma reunião formal passou a um evento contestatário. Mateus reuniu o grupo de trabalho, sentaram-se na mesa oratória, e, depois de um discurso inflamado e de ter lido o memorando de dez páginas, muita gente veio oferecer-se como voluntária para fazer parte do MC. Havia pessoas de várias zonas do país, até do Algarve apareceram. As redes sociais surtiram, sem dúvida, um efeito eficaz na divulgação do MC.

Uma das finalidades daquele movimento era destituir toda a classe política vigente até então. No pensar dos dois amigos e de seus seguidores, aquela classe política estava completamente viciada, envolta de compadrios e esquemas de corrupção camuflada. Teria de haver sangue novo a conduzir o país. 

Excerto do conto: "A Conquista do Poder aos Malfeitores"

In "Contos de Encantos"

a editar brevemente

Sem comentários:

Enviar um comentário