domingo, 24 de novembro de 2013

"CONTOS DE ENCANTOS"

Sinto a imagem do teu rosto sorrindo de felicidade, deste rio cristalino que vai refrescando as nossas almas, em diálogos amenos de ternura sem fim.
Sei que estás longe numa geografia humana que em nada altera a tua aproximação no dia-a-dia. Sinto que há um querer teu de estar ao meu lado, de sentarmos sobre uma manta nos verdes campos da natureza, e desgostarmos os nossos corpos bem juntinhos e adormecermos ao sabor do vento ameno e de leves chilreares das aves que nos observam alegres na nossa entrega ao mundo natural.
No dia do nosso encontro o nosso abraço será como Deus quer, fiel e de entrega às nossas almas encontradas, que nos abrirá o caminho para ser percorrido a dois.

In "Contos de Encantos" - O dia do nosso encontro
A editar brevemente