terça-feira, 13 de abril de 2010

A vinha do senhor Alcino Carneiro

Curvado no trabalho do campo, ainda com a sua bonita idade, o senhor Alcino faz a sua vinha toda sozinho, onde o seu fiel amigo, não o larga nem por um minuto. Disse-me Alcino, que nem por 5 mil euros vendia o seu canito, é no fundo a sua companhia no dia a dia para levar para longe a solidão da sua vida.
Um homem só com a sua idade, lutando pela sua subrevivência, deixado ao abandono da terra.
Outrora na sua juventude, marinheiro da armada portuguesa, durante a segunda Guerra Mundial, o destino reservou-lhe os últimos anos da sua vida, na dura vida do campo.

Era meio dia, o sol estava quente, e quando perguntei pelo meu amigo Alcino, disseram-me que se encontrava na sua vinha. Pensei cá com os meus botões: - Será que ele está a trabalhar?
Pois estava mesmo, com 90 anos ainda faz a sua vinha sozinho.