domingo, 4 de outubro de 2015

Os magistrados que constituem os órgãos legíveis do Tribunal Constitucional, por mais que nos façam crer que são isentos e apartidários, não corresponde à verdade, pois quem os nomeiam são os partidos, com maior assento parlamentar. Existe sempre um tique ideológico nas decisões do Tribunal Constitucional. Aliás não vejo, nos dias de hoje, qualquer razão para ele existir, na minha opinião é uma despesa do Estado completamente desnecessária. Já temos tribunais com competências... para decidirem sobre leis da República. Como este também existem outros órgãos de Estado que não fazem qualquer sentido, e não vale apena estar aqui a fazer uma descrição exaustiva das tão chamadas gorduras do Estado. Todos sabemos que existem institutos, fundações, etc… que só servem para dar emprego a amiguinhos da política. Eu sei que esta classe da sociedade não gosta muito que se fale assim, mas o povo não anda a dormir, e sabe muito bem de que estirpe esta é formada.
pág. 62/63
by Q.A.