segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Estas pessoas não são os teóricos de barrigas encostadas aos balcões de alguns cafés. São gente que trabalha arduamente na apanha do feno que irá levar alimento... aos seus animais. São saberes ancestrais que devemos respeitar com todo o carinho.
Tenho vindo a assistir nos últimos tempos a alguma gente que tem muita teoria de trabalho, mas prática muito pouca. Tenho aprendido neste meu novo paradeiro que quanto mais bondade damos às pessoas, mais elas se enciúmam por não conseguirem fazer o mesmo. E, isso é muito triste. Nós devemos ter consciência das nossa limitações e não encarar isso como uma fraqueza, mas sim como uma condição natural. A natureza nos fez assim.
Quero assim fazer a minha sincera homenagem à gente do campo que ainda trabalha a terra. Pequenos produtores deviam ser acarinhados pelo poder local, dar-lhes todas as condições para que o humos da terra fértil lhe leve as melhores colheitas.
Q.A.