sábado, 16 de janeiro de 2016

A classe politica portuguesa é uma autentica banda de musica sem formação musical.
Andam todos a ver quem tira os melhores louros, não se importam que haja gente a passar dificuldades.
Nas suas vestes engravatadas, onde cada um representa um escritório de advogados. Bem não são todos , mas quase e esse quase é muito grande.
Ministros que não abdicam de motorista, evocando a esquerda democrática é de fazer rir o mais desatento.
Se realmente estão para defender os mais desprotegidos que deem o exemplo de humildade e bom senso.
Que não me venha agora a esquerda armada em salvadora da Pátria, pois quando era preciso defender o Estado de Direito, foram completamente facciosos.
Claro que a candidata a Presidente de República, Marisa Matias, no 25 de abril de 1974 ainda estava a ser gerada, portanto que não venha dar lições de democracia, quando não teve do lado de lá da barricada.
O mesmo se pode falar de muitos elementos de estrema esquerda que nunca souberam o que foi o 25 de Novembro nem o verão quente de 1975.
Gostava de ver estes esquerdistas de meia tigela dar os seus ordenados chorudos de parlamentares e distribuíam pelos desfavorecidos. É farinha do mesmo saco.
Ao menos os elementos de direita já se sabe o que são, o que pensam e o que fazem.
Eu punha todos estes parlamentares a trabalhar no campo para verem o que é doce para a tosse.
 
Q.A.