segunda-feira, 2 de abril de 2012

Primavera em Portelinha - Castro Laboreiro















2 comentários:

  1. A beleza selvagem de uma zona ainda quase intocada...

    ResponderEliminar
  2. Beleza, esta certamente, que inspira o sujeito poético e, com suas palavras, desperta "corações", outrora, adormecidos!!! Obrigada! Mas...certos versos, meu caro poeta, relidos, recentemenre,indiciam "coração preso, num impasse... que corroi a alma"...
    Que a contemplação da natureza, da sua beleza, abra caminho ao Ser e nele haja pureza de coração e alma e que nada o perturbe!!!
    Grata pelos momentos! Com a beleza da imagem e palavras, singulares!!!
    Eternamente, a recordação!

    ResponderEliminar