quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

NO TEU REGATO!



No teu regato enxergo a minha alma

Saciada na tua frescura matinal.

Lembro os tempos sem fim do nosso imaginado mundo

Vem-me à memória os ternos deslizes de palavras com sentido

Agora resta-me sentir que as águas libertei para seguir o seu rumo natural.

No teu regato me ajoelho para dar louvor a Deus, pela benfeitoria que

Deixaste em minha alma.

Por ti hoje sinto-me um homem novo com esperança no amanhã.

No teu regato, homenageio a tua pessoa única.