quinta-feira, 5 de agosto de 2010

LOBO do MAR

São 6:15 da manhã de um dia de Outono. O Lobo do Mar observa a embarcação ao pormenor, que nada falhe, aquando o lançamento do Flor do Vale ao mar. O dia começava com nevoeiro denso, para mal de quem quer ganhar «o pão nosso de cada dia».
O Lobo do Mar, observa o casco restaurado para que numa fissura o atraiçoe.
Gente boa e muito sensível, muito embora, alguma gente não pense assim.
Gente de trabalho árduo, gente de aflições, gente de bom coração.