domingo, 25 de julho de 2010

Natureza e gente castreja

Branda de Gorbelas
Encravada na encosta da montanha, este povoado castrejo de verão, resiste aos tempos modernos, na sua subsistência agrícola e de pastoreio.

Não, não é um homem. É uma senhora de idade avançada, que carrega este monte de feno para o gado, que irá dar-lhe sustento para a sua família.
Caminhando pelos caminhos pedrosos da Branda, estas senhoras de trabalho árduo, sempre vestidas de negro, labutam nos campos veraneios.

Dona Dina Rodrigues, posou para a fotografia, depois de uma conversa agradável sobre a vida do campo em Rodeiro, Castro Laboreiro.

Esta fonte de energia limpa, que descaracteriza a região, põe as populações em estado de espera.
Quando virá o dia da energia barata para estas populações serranas?
Os garranos pastam tranquilos nos prados castrejos. Tudo isto é natureza, que nos leva a pensar, por quanto tempo poderá sobreviver este tesouro de Portugal.
Beleza das terras no alto minho e de suas populações corajosas que se perdem no tempo.