quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Ponte de Mizarela

Esta ponte mística sobre o rio Rabagão que desagua no Cávado mais ao menos a um quilómetro de distância, tem uma história lendária bastante curiosa.
Diz a lenda que existia um homem com um carísma muito mau, em que a justiça o perseguia por crimes cometidos. O homem conhecedor da natureza, conseguia sempre fugir à justiça.
Um dia sentindo-se encurralado junto ao rio, que se precipitava sinuosamente, apelou ao anjo mau (Diabo). Depois de tanta insistência lá lhe apareceu. Então fez um pacto com o diabo, em que se ele o fizesse transpor o rio para a outra margem, venderia-lhe a alma.
O diabo aceitou o pacto e fez com que ele passasse para o outro lado através de uma ponte, mas a condição foi que não poderia olhar para trás.
O homem lá passou a ponte, entrupido de tamanha derrocada de pedras.
Nunca mais se ouviu falar da dita ponte. Mais tarde arrependido e com remorsos do sucedido, encontrou o sacerdote e contou-lhe a história. O sacerdote vendo o arrependimento do homem por tanto mal que tinha feito, chegou perto do local da dita ponte, fazendo-a aparecer através de um exorcismo no meio de um cheiro a enxofre.
Todos os anos os aldeãos das redondezas fazem uma festa, que é a queima do diabo, onde ao lado da ponte erguem um pelourinho para queimarem o diabo.